Como evitar o sono ao volante?

Em 2017, dormir durante a condução causou 6,5% dos acidentes envolvendo caminhões

O sono costuma dar algumas pistas de que está chegando. O condutor fica mais irritado que o normal ou quieto demais. Os distúrbios visuais, bocejos, dificuldade em se manter alerta também são sintomas de que o sono chegou.

Entretanto muitas pessoas optam por ignorar os sinais de que precisam dormir. Acreditam que logo chegarão ao seu destino e que mais alguns quilômetros na direção não irão trazer nenhum problema. O resultado? Geralmente um acidente.

Dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostram que, em 2017, do total de 44.822 acidentes envolvendo caminhões, cerca de 2.895 casos (6,5%) foram consequência de dirigir com sono.

De acordo com Ademir Baptista Silva, diretor do Departamento de Sono da Associação Brasileira de Medicina no Trânsito (Abramet), “O próprio ato de dirigir pode ser monótono: Pistas unidirecionais e o conforto do carro contribuem para uma situação de sonolência do motorista”, diz.

Dicas para não dormir no volante

- Descansar bem é fundamental. Uma noite de sono bem dormida é o começo.
- Evite comer comidas muito pesadas, pois necessitam de maior energia do organismo para digeri-las. Consequentemente, você sentirá mais sono.
- Se o problema é muito recorrente, talvez seja uma boa opção ir a um médico e fazer alguns exames, para saber se você tem algum problema de saúde que possa estar causando esse problema.
- Faça algumas pausas durante o trajeto. É importante parar para respirar, alongar, e fazer um pouco de exercícios para poder estimular a oxigenação do organismo, de forma a manter o corpo acordado.
- Evite tirar cochilos durante a viagem, pois cochilos tem efeitos diversos: algumas pessoas ficam mais acordadas, outras pessoas ficam com mais sono.
- Viagens com mais de 5 horas devem ser feitas com mais de um condutor, com os dois condutores revezando na direção.

Vale lembrar que abrir as janelas, mascar chicletes, ou comer algo vai aliviar a sensação de sonolência. Entretanto, não há comprovação de que essas ações o mantenham o condutor acordado. Portanto, respeite seus limites, evite dirigir cansado e por longas horas.

Por Ascom/Abcam

Captura de Tela 2018 06 19 as 10.18.18

Assine a nossa newsletter

*campos obrigatórios

Projetos





logo despoluir