NT entrega Ordem do Mérito do Transporte a 18 personalidades.

Medalha JK é reconhecimento pela atuação dessas pessoas em favor do setor

A dedicação ao setor transportador de empresários e profissionais em diferentes modais foi, mais uma vez, reconhecida pela CNT (Confederação Nacional do Transporte), que promoveu nesta quarta-feira (11) a entrega da Ordem do Mérito do Transporte – Medalha JK. A homenagem, instituída em 1991, foi concedida, pela primeira vez, em 1992 e chegou, em 2015, à 23ª edição. Neste ano, 18 personalidades do setor foram agraciadas em uma das três ordens: Grã Cruz, Grande Oficial e Oficial. 

Na solenidade, o presidente da CNT e do Sest Senat, Clésio Andrade, afirmou que a medalha é um reconhecimento pela trajetória de quem desenvolveu, e continua desenvolvendo, trabalhos essenciais em favor do transporte. Ele também falou sobre a atuação da CNT pelo fortalecimento do setor, por meio da valorização das entidades e do desenvolvimento de trabalhos técnicos de alto nível para dar sustentação a todos modais a que representa. Destacou, ainda, a luta da Confederação pelo resgate e pela valorização do transporte, ampliando a força de sua presença no Congresso Nacional. Finalizou a sua exposição reforçando a preocupação da CNT com o trabalhador, que culminou na criação do Sest Senat e na ampliação da rede de unidades voltadas à capacitação profissional e à valorização dos trabalhadores. 

Homenageado escolhido para representar os demais no pronunciamento, Edgard Ferreira de Sousa exaltou o trabalho desenvolvido pelos agraciados ao longo de suas trajetórias profissionais, especialmente no enfrentamento de desafios cotidianos que marcam o setor, como gargalos logísticos e a adoção de medidas econômicas que oneram os transportadores. “De nada adianta produzirmos na agropecuária e na indústria se não houver o transportador para levar todos os produtos ao comércio brasileiro e para o exterior. Temos uma grande responsabilidade”, disse Edgard Ferreira de Souza. Ele também destacou o papel da CNT na valorização de todos os modais de transporte e fez um retrospecto histórico para falar sobre a importância do patrono da medalha, o ex-presidente da República, Juscelino Kubitscheck, para o desenvolvimento do Brasil. 

“Recebo essa premiação com muita alegria”, disse o empresário Jacob Barata Filho, agraciado com a ordem Grã-Cruz. “Viemos, ao longo dessas décadas, contribuindo com novas propostas, novos formatos, mudanças de legislação”, pontuou ele sobre o papel desempenhado por entidades que ajudou a fundar e que atua nos dias de hoje. Entre elas, a NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos) e a CNT, já que participou da reformulação da antiga CNTT (Confederação Nacional de Transportes Terrestres) para tornar-se a Confederação Nacional do Transporte. 

Veja quem foram os agraciados:

GRÃ-CRUZ 

- Jacob Barata Filho: é conselheiro do Rio Ônibus, membro do conselho administrativo da Fetranspor (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro) e conselheiro da NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos), da qual também foi um dos fundadores. É membro da Abrati (Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros) e vice-presidente da CNT. Destaca-se, ainda, como um dos idealizadores do vale-transporte. Participou da reformulação da CNTT (Confederação Nacional dos Transportes Terrestres), que mais tarde passou a se chamar CNT. 

 

GRANDE OFICIAL

- Arthur Bruno Schwambach: fundou a empresa Borborema de transporte de passageiros, em 1951. Atualmente, o grupo Borborema opera 181 linhas (urbanas, intermunicipais e interestaduais) em Alagoas, Pernambuco, Sergipe e Bahia. Arthur Schwambach exerceu a função de conselheiro em diversos órgãos, como na Rodonal, associação que antecedeu a Abrati. Como líder de classe, desempenhou a função de presidente do Setrans-PE (Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco). 

- Paulo Sérgio Ribeiro da Silva: desde 1996 concentra as atividades no segmento de transporte e logística. Fundou diversas empresas, entre elas, destaca-se a Tora Logística, que possui filiais no Chile, Argentina e Uruguai. Foi presidente do Setcemg (Sindicato das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais), do qual atualmente é vice-presidente, e foi diretor da NTC&Logística (Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística). É membro do Conselho de Administração da Nansen S.A. – Instrumentos de Precisão e diretor emérito da Associação Comercial de Minas Gerais.

- Edgar Ferreira de Sousa: ingressou no setor de transporte aos 20 anos como taxista, função que exerce até hoje. Participou da fundação de diversas cooperativas de táxi, como a Coomotaxi e a Cooavemig, da qual é presidente. Em 1983, fundou o Casca-MG (Clube de Apoio Social dos Condutores Autônomos de Minas Gerais). Foi presidente do Sindicato dos Condutores Autônomos de Belo Horizonte e Região. Em 1998, assumiu a presidência da Fencavir (Federação Nacional dos Taxistas e Transportadores Autônomos de Passageiros). Atualmente é vice-presidente da Seção de Transportadores Autônomos, de Pessoas e de Bens da CNT.

- José Augusto de Castro: foi funcionário da Cacex (Carteira de Comércio Exterior), do Banco do Brasil. Também foi coordenador da Funcex (Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior). Participou como conselheiro do Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional. É autor de 12 livros sobre comércio exterior e professor na Fipe-USP (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) da USP (Universidade de São Paulo), no Ibmec-RJ e na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). É consultor de empresas em comércio exterior e diretor da Procex Técnica Internacional S/C Ltda. Também é presidente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil).

- Conrado Grava de Souza: é chefe do Núcleo de Cooperação Técnica do Metrô (Companhia do Metropolitano de São Paulo). Já ocupou os cargos de engenheiro de Departamento de Usina e Subestações da Cesp (Centrais Elétricas de São Paulo S.A.), engenheiro de Estações Telefônicas da Telesp (Telecomunicações de São Paulo S.A.) e engenheiro de projeto do Setor Elétrico da empresa Enerconsult S.A.

 

OFICIAL

- Thereza Christina Villela de Andrade Vianna: em 1972, ingressou na Empresa Gontijo de Transportes, na qual permanece trabalhando como advogada, na área de transportes de passageiros. Em 1990, fundou o escritório Villela de Andrade Advocacia, em Brasília. Tem se dedicado à atuação jurídico-regulatória no segmento de transporte rodoviário de passageiros, interestadual e internacional.

- Léo Mauro Xavier Filho: formado em Administração e em Direito, é pós-graduado em Administração Global. Foi presidente do Conselho de Administração da Cotisa (Companhia Operadora de Terminais de Integração S.A.). Também foi suplente de juiz classista, representante dos empregadores no Tribunal Regional do Trabalho – 12ª Região. Desde 2010, é diretor-presidente da empresa Biguaçu Transportes Coletivos, Administração e Participação Ltda.

- Edvandro Perondi: desde 1995, administra a Transportadora Perondi Ltda., fundada por seu pai, Jandir Perondi, em 1986. Em 2013, sua empresa ficou em 5º lugar entre as melhores transportadoras na categoria de cargas primárias no Brasil. Atualmente, presta serviços no segmento de produtos lácteos no estado do Paraná. Participou do Conselho de Administração da Cootravale (Cooperativa dos Transportadores do Vale Ltda.). Edvandro Perondi é diretor financeiro no Sintravir (Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Cargas da Região de Videira) e vice-presidente da Atrasc (Associação dos Transportadores de Santa Catarina). 

- Carlos Eduardo Salazar Maçães: é sócio-administrador das empresas Transmar Transportadora Marim Ltda. e da Norlog Nordibe Logística Integrada Ltda. Atualmente, exerce o cargo de diretor administrativo financeiro nas duas empresas.

- Eleus Vieira de Amorim: administrador de empresas, é sócio diretor administrativo da empresa Águia Sul Logística e Transporte Ltda. desde 1997. Também atua como presidente do Sindmat (Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas no Estado de Mato Grosso), desde 2012. Eleus Amorim também participa como membro da Aedic (Associação das Empresas do Distrito Industrial de Cuiabá-MT).

- Jose Rodolfo Rodrigues: presidente do Sindicato dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários de Ribeirão Preto (SP). Taxista, Jose Rodrigues é diretor suplente da Fetacesp (Federação dos Taxistas Autônomos do Estado de São Paulo). Implantou e coordenou a Feitrans (Feira de Transporte de Ribeirão Preto-SP). Também é membro do Conselho Regional do Sest Senat de São Paulo.

- José Carlos Gomes da Silva: trabalhou como encarregado de transporte na empresa Frutesp. Em 1987, fundou a transportadora Gomes Silva Ltda. Atualmente, é presidente do Sindicambb, em Bebedouro (SP).

- Abtino da Rosa Michelon: participou da fundação do Sindicam (Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens) de Vacaria (RS), que representa 16 municípios da região. É membro do Conselho Fiscal e delegado federativo da Fecam (Federação dos Caminhoneiros Autônomos dos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina), entidade que ajudou a fundar. Atualmente é diretor da Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros).

- Victor Manuel Simões Pinto: nascido na cidade portuguesa de Aveiro, mudou-se para o Brasil em 1985. Iniciou no setor de transporte como auxiliar de Navegação na Agência Marítima Transcar Ltda., em 1986. Foi presidente do Sindapar (Sindicato das Agências de Navegação Marítima do Estado do Paraná). Atualmente é diretor na Agência Marítima Cargonave Ltda., empresa em que atua desde 2007. 

- Eclésio da Silva: presidente do Sindasc (Sindicato das Agências de Navegação Marítima e Comissárias de Despacho do Estado de Santa Catarina). Também exerce os cargos de vice-presidente da Fenamar (Federação Nacional das Agências de Navegação Marítima) e diretor de transportes aquaviários, ferroviário e aéreo da CNT. Além disso, é membro do Conselho de Autoridade Portuária do Porto de Itajaí (SC) e presidente da Associação Empresarial, também de Itajaí (SC).

- Vicente Abate: presidente da Abifer (Associação Brasileira da Indústria Ferroviária) e conselheiro do Consic/Fiesp (Conselho Superior da Indústria da Construção). Também é vice-presidente da ADTrem (Agência de Desenvolvimento de Trens Rápidos entre Municípios). Foi um dos fundadores da Câmara de Comércio Exterior de Campinas e Região. Atua como diretor em diversas entidades, como o Simefre (Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários) e ANPTrilhos (Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos).

 

POST MORTEM

- Gerson Toller Gomes: jornalista e mestre em Economia, foi repórter nos jornais Diário de Notícias, Correio da Manhã e O Globo. Trabalhou como subeditor de economia no Jornal do Brasil e como correspondente da revista Jeune Afrique e do jornal The Times. Também foi assessor de imprensa na Associação dos Exportadores Brasileiros e organizador da Feira Negócios nos Trilhos. Em 1989, recebeu a medalha do Mérito Mauá, conferida aos que se dedicam à expansão das políticas de governo no setor de transportes. Criador do prêmio Ferroviário do Ano, Gerson Toller era entusiasta do modal ferroviário e grande incentivador de seu avanço no Brasil.

 

Natália Pianegonda

Agência CNT de Notícias

aaabcamAbr2019 cadastramento caminhoneiros

Busca no site

Assine a nossa newsletter

*campos obrigatórios

Projetos





logo despoluir